02 novembro 2007

Prece

Espírito-criança, Senhor:
Invade-me o ser com tua luz clara
e protege-me da bruma que meus olhos vêem,
eleva-me ao infinito da compreensão
para que saiba ser perdão.

Senhor, espírito de luz
lava-me a alma coberta de manchas,
e liberta-me do sentido
que já nem em amor se traduz.

Senhor, espírito da paz
concebe-me aprendiz de caminho,
memória vem devagarinho e dá alento
que o saber está sozinho.

Senhor, espírito-Pai
passa a tua mão de cura nas decepções
deste sítio que desconheço,
e este nó que padeço
não desfaça os corações.

Oh Seres de Verdade,
fazei brilhar estrelas-alvas
para que adormeça com esperança ancorada.
Magos da amizade, fazei nascer bondade
e neste deserto de procura
sem portas nem verdades
que a solidão amasse em infinita doçura.
Amém.

Egrégora

2 Comments:

Anonymous Zorba, O Buda said...

Abençoado coração esse de Luz. Gostei de conhecer este teu cantinho*

9/11/07 19:54  
Blogger lampejo said...

Gostei do poema, quem me derá pode-lo aplica-lo a mim...
Beijinhos!

9/11/07 23:00  

Enviar um comentário

<< Home