20 junho 2006

Ataraxia

É bom quando estamos nos momentos de vida, em que nada temos a revelar. É saudável esta falta de necessidade ou vontade, para o fazer. A ausência do aperto.


é que eu ando um bocadinho anárquica. Para fora

8 Comments:

Anonymous Albatroz said...

Atara...quê?...
Bem não conhecia a palvavra, mas deve ser realmente bom não ter necessidade de desabafar com ninguem, estar com serenidade e paz de espírito para não precisar daquele ombro amigo... feliz de quem está em estado de ataraxia...

20/6/06 20:47  
Anonymous Albatroz said...

Eu não estou :-(

20/6/06 20:47  
Blogger Egrégora said...

Ataraxia é a ausência de perturbação

e quem o diz é o Ricardo Reis. Meio-Pessoa, meio-Poeta.


Tudo são fases. O que vai, acaba por depois vir. E normalmente vem sempre melhor, sobre outra forma e expressão...

20/6/06 22:07  
Blogger natura said...

Um pouco perturbados estamos todos, não? ;)

Beijinhos :)

20/6/06 22:44  
Anonymous Albatroz said...

;-(((
E se a forma e a expressão forem já perfeitas, será possivel vir melhor?...

20/6/06 22:47  
Anonymous Onda said...

A vida é em geral alegre. O que nos torna injustos em relação a ela é que a alegria não é recordada. Ao contrário, a inquietude, essa, permanece.

Jean Paulhan

20/6/06 23:10  
Blogger Marco Martins said...

Ok uma breve explicação das origens da ataraxia... Fernando Pessoa na sua poesia contava com uma vertente modernista, a mesma que iniciou um processo de ruptura no lirismo português, que se concretizou nos heterónimos ou em experiências modernistas. De entre os seus heterónimos surge um nome directamente ligado á ataraxia... Ricardo Reis. Reis busca a felicidade, a mesma que só conseguirá alcançar através da indiferença à perturbação, isto é, da ataraxia. Reis é também o poeta que eternamente ficará ligado ao Carpe Diem com ligações profundas á própria ataraxia... Um movimento epicurista.

Após ler e reler este pequeno post, deixo aqui mais uma marca de pessoa... "sentir é tudo, o pensamento é uma doença" e o silêncio esse inevitavelmente provoca-nos a terrível dor de pensar...

*

20/6/06 23:43  
Blogger bruno.goncalves said...

não conhecia esse estado de espirito...deve ser de facto muito bom.
eu que vivo agora numa fase de grande aperto...como percebes

bjs

21/6/06 12:22  

Enviar um comentário

<< Home